Os Homens do Terço

Amados devotos da Mãe Aparecida, alegria e paz!

O dia 06 de maio marcou a história do Santuário. Pudemos neste dia acolher a Romaria Diocesana do Terço dos Homens. Foram mais de 500 homens que vieram das diversas partes de nossa Diocese, para agradecer a Deus e a Padroeira do Brasil pelas graças recebidas.

No Brasil, a cada ano, este movimento tem crescido. O Bispo responsável pelo Terço dos Homens na CNBB é Dom Gil Antônio Moreira, Arcebispo de Juiz de Fora – MG. Segundo Dom Gil, para que os homens rezem o terço, não é necessário estatuto, regras ou normas. Basta somente ter o amor a Jesus, a devoção à Virgem Maria e ser fiel à Igreja.

O mês de maio é dedicado a Maria. Olhamos para o exemplo da Virgem, e na recitação do Santo Terço somos capazes de compreender que, a exemplo dos homens, podemos ser um sinal de Jesus Cristo na vida de tantos os que sofrem.

Inúmeros homens presentes para rezar o terço na Casa da Mãe Aparecida, o Santuário Diocesano dedicado a Ela, para tão somente ao recitar o Pai-nosso e a Ave Maria ter a plena certeza de que Deus não se esquece de seus filhos. Ele é o amparo, o auxílio dos que o buscam com o coração sincero.

“Mulher eis o teu filho” (Jo 19,26). Neste ano Jubilar, quando a Igreja no Brasil celebra os 300 anos do encontro da Imagem da Imaculada Conceição de Aparecida no Rio Paraíba do Sul, os Homens do Terço recorreram ao Santuário Nacional no mês de fevereiro para renovar o compromisso de fidelidade a Jesus.

Agora, no Santuário Diocesano, os Homens do Terço da Diocese de Jundiaí, recorreram para dizer: “em comunhão com Dom Vicente, nosso Bispo Diocesano, queremos ser sempre mais uma Igreja Missionária, mas acima de tudo, uma Igreja que não se esquece de sua essência: ser uma Igreja que reza”.

Por isso, em nome do Santuário Diocesano Nossa Senhora Aparecida, quero manifestar a minha gratidão a Deus, e ao grupo dos Homens do Terço, na pessoa do Fábio, coordenador diocesano do Terço dos Homens, que aceitaram vir à Casa da Mãe Aparecida, manifestando assim a comunhão com a Igreja no Brasil e a Diocese de Jundiaí, que também celebra o seu Jubileu de Ouro.

Maria nos tomou por filhos. E, em atenção à palavra de Jesus ao discípulo amado, “eis a tua Mãe”, podemos tomá-la por Mãe, a Mãe de Deus e nossa, sem pecado concebida, Aquela que sempre intercede por nós.

Viva a fé dos Homens do Terço!

Viva a Nossa Senhora Aparecida!

No Espírito de Jesus,
Pe. Márcio Felipe.
Reitor do Santuário