Nas pegadas de Jesus

Amados devotos da Mãe Aparecida, alegria e paz!

Logo após a Festa da Padroeira 2017, tive a oportunidade de conduzir em peregrinação à Terra Santa e Itália um grupo de 34 peregrinos. Vindos das arquidioceses de São Paulo – SP e Porto Alegre – RS e das dioceses de Jundiaí – SP, Bragança Paulista – SP, Santo Amaro – SP, São Miguel Paulista – SP, Guaxupé – MG e Ponta Grossa – PR, pudemos seguir as pegadas de Jesus Cristo, e com Ele peregrinamos pelos lugares santos.

Foram quatorze dias de peregrinação. Confesso a vocês, devotos da Mãe Aparecida, que estava muito apreensivo. Entretanto, Deus cuidou de tudo, não nos faltou nada.
Em cada lugar por onde passamos, ao ouvir o texto bíblico, tivemos a oportunidade de contemplar com os olhos e o coração o que Jesus viveu. Gostaria de partilhar com vocês três momentos que ficarão eternizados em meu coração:

1. O Mar da Galileia (Mt 4,18ss): pude navegar nas águas por onde Jesus andou; à beira deste mar Ele chamou os seus discípulos; à beira deste mar foi onde tudo começou. Pude ali renovar a minha fé, a minha vocação; pude naquele lugar perceber o quanto Deus nos ama;

2. No monte das bem-aventuranças (Mt 5,1-12): os franciscanos gentilmente acolheram-nos, permitindo-nos ficar diante do altar onde ensina a escritura que Jesus sentou, e chamou os seus discípulos de bem-aventurados;

3. No Santo Sepulcro (Jo 19,42): uma fila enorme estava à nossa frente. Mas com o grupo de peregrinos perseveramos e, após 1h30 de espera, pudemos ajoelhar-nos e rezar diante do túmulo do Mestre. Ao chegarmos diante do túmulo constatamos: vimos quem não estava lá, Jesus de Nazaré, que venceu a morte.

Foram dias de muitas alegrias. Após caminhar alguns dias na Terra Santa, partimos para Roma, a cidade eterna, onde os apóstolos Pedro e Paulo derramaram o seu sangue por causa de Cristo e da Igreja.

No encontro com o Santo Padre Francisco, tivemos a alegria de perceber no sucessor de Pedro, a preocupação que ele tem para que a Igreja se torne sempre mais bem-aventurada a partir do seguimento a Jesus. Um grito de paz soou do coração do Papa, ao recordar as vítimas do atentado na Ilha de Manhattan, em Nova Iorque, no último dia 31 de outubro.
Foram inúmeras as experiências que vivemos ao longo desses dias de peregrinação. Uma certeza trouxemos: Deus nos ama imensamente. Ele já mais nos desampara.
Tenham a plena convicção de que levei em meu coração e orações cada um de vocês que formam a comunidade do Santuário Diocesano Nossa Senhora Aparecida. Tendo seguido as pegadas de Jesus, espero ser para vocês as pegadas d’Ele.

Deus os abençoe sempre. Deixemo-nos encontrar por Ele, pois somente n’Ele podemos encontrar felicidade completa.

No Espírito de Jesus,

Pe. Márcio Felipe.
Reitor do Santuário