Caminho da Fé liga Santuário de Santa Dulce à Basílica do Bonfim, em Salvador

No dia em que a Igreja celebrou pela primeira vez a festa de Santa Dulce dos Pobres, a cidade natal da religiosa, Salvador (BA), ganhou mais um atrativo religioso, o Caminho da Fé, que interliga o Santuário do Anjo Bom do Brasil à Basílica do Bonfim.

O Caminho da Fé está localizado na Avenida Dendezeiros, na Cidade Baixa, seu trajeto é de 1,1 km, e o tempo de caminhada é o mesmo tempo gasto para rezar um terço. Segundo informa o site ‘Correio 24 Horas’, o percurso conta com 14 totens que representam a Via Sacra e que também contam a história de Irmã Dulce e do Senhor do Bonfim. Eles estão sendo finalizados por artistas plásticos.

Na quinta-feira, 13 de agosto, aconteceu a inauguração do Caminho da Fé, com a presença do prefeito da capital baiana, ACN Neto, bem como do Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Cardeal Sérgio da Rocha, do reitor da Basílica do Nosso Senhor do Bonfim, Pe. Edson Menezes, e da presidente das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), Maria Rita Pontes.

Para o Arcebispo de Salvador, a iniciativa representa a importância da fé na vida de cada um dos cidadãos. “Caminho da Fé lembra que nós somos chamados a caminhar, que ninguém jamais se acomode e caminhe sempre, iluminados por Deus e por Sua palavra, com a intercessão de Santa Dulce dos Pobres”, expressou.

“Que seja uma oportunidade para um exercício maior de fraternidade e solidariedade, e que cada um que percorra este local tenha luz na fé e caminhe junto com os irmãos”, completou o Purpurado.

Por sua vez, o prefeito de Salvador ressaltou que “essa obra ainda vai estimular o turismo religioso, atrair para Salvador uma quantidade ainda maior de romeiros, peregrinos e pessoas que optam pelo destino religioso como uma forma de lazer para suas vidas”.

De acordo com a Prefeitura de Salvador, anualmente, 5 milhões de pessoas visitam a Bahia em busca do turismo religioso, sendo a capital baiana o principal destino dos turistas, principalmente depois da canonização de Irmã Dulce.

Melhorias no trajeto

O Caminho da Fé começou a ser construído em junho de 2019, mesmo ano em que Irmã Dulce foi canonizada pelo Papa Francisco, em 13 de outubro, no Vaticano.

O projeto foi elaborado pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF) e executado pela Secretaria de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), através da Superintendência de Obras Públicas (Sucop). Recebeu investimento de R$18,2 milhões, proveniente de recursos próprios e de convênio com a Caixa Econômica Federal.

Como explica a Prefeitura de Salvador, inspirado no nome Caminho da Fé, o projeto prioriza o uso das vias pelos pedestres. Assim, entre as intervenções estão a instalação de passeios ampliados, novas faixas de pedestre no nível da pista, itens de acessibilidade, nova pavimentação e fiação subterrânea das telefonias. Foram implantadas ainda iluminação em LED, drenagem, mobiliário urbano, além dos marcos religiosos.

Um paisagismo especial também foi aplicado ao longo de toda a Avenida Dendezeiros, através de uma faixa de jardim no mesmo nível do passeio, sendo interrompida apenas nos locais de passagem. Foram mantidas as árvores existentes que se encontram em bom estado e colocadas novas para proporcionar um caminho agradável de sombra, além do plantio de dendezeiros, retomando a flora original do local, que inclusive deu nome à avenida.

Fonte: ACIdigital