Bento XVI é o Papa mais idoso da história

A partir de hoje, 4 de setembro, Bento XVI é o Papa mais idoso da história.

Até agora, Leão XIII era o Papa mais idoso da história, mas hoje Bento XVI o superou com 93 anos e 141 dias.

O Papa Leão XIII nasceu em 1810 e faleceu em Roma em 1903 vivendo assim 93 anos e 140 dias. Seu papado durou 25 anos, e só foi superado por Pio IX, que esteve à frente da Igreja por 31 anos, 7 meses, 22 dias; e por São João Paulo II, que foi Papa por 26 anos, 5 meses e 18 dias.

O pontificado mais curto foi o de Urbano VII, eleito Papa em 1590 e por apenas 13 dias.

Bento XVI nasceu em 16 de abril de 1927 em Markt am Inn, Baviera, Alemanha.

Foi eleito pontífice quando tinha 78 anos e seu papado durou 8 anos, de 2005 a 2013. Há 7 anos está retirado no mosteiro Mater Ecclesiae dentro do Vaticano. É cuidado por quatro leigas consagradas do movimento Comunhão e Libertação e pelo prefeito da Casa Pontifícia e secretário pessoal, Dom Georg Gänswein.

A saúde de Bento XVI sempre foi delicada. Como disse o escritor Peter Seewald à Passaeuer Neue Press (PNP), em 3 de agosto de 2020, o Papa Emérito estava “muito frágil” de saúde e sofria de erisipela facial, uma infecção bacteriana da pele que causa erupções vermelhas e dolorosas e estava doente desde que visitou seu irmão na Alemanha, antes de seu falecimento em 1° de julho.

A Sala de Imprensa da Santa Sé indicou em 3 de agosto que o estado de Bento XVI “não era particularmente preocupante” e que se tratava de uma doença “dolorosa, mas não grave”.

Dias depois, em 11 de agosto, Dom Gänswein declarou que a saúde do Papa Emérito Bento XVI estava melhorando, já que “a doença estava diminuindo” e que causava dores “que não deseja nem mesmo para seu pior inimigo”.

Fonte: Publicado originalmente em ACI Prensa. Traduzido e adaptado por Nathália Queiroz.